Moído, solúvel ou em grão? Entenda algumas diferenças no mundo cafeeiro.

Moído, solúvel ou em grão? Entenda algumas diferenças no mundo cafeeiro

Muitas pessoas pensam que café é tudo igual e não levam em consideração os seus diferentes tipos, tanto da especiaria quanto do preparo. Pois bem, hoje vamos explicar um pouquinho da diferença entre alguns deles para sanar de vez as dúvidas na hora de escolher qual faz mais o seu tipo.
Quando você vai ao mercado fica em dúvida de qual levar ou qual é o melhor? Não se preocupe, você não é o único, afinal, são muitas opções de “almofadinhas” nas prateleiras, naturalmente eles causam uma infinidade de confusão na cabeça do consumidor. Mas não estamos aqui para falar de marcas, apenas da diferença entre os tipos.
O café solúvel, por exemplo, é o campeão em dúvidas, pois a maioria das pessoas acredita que este tipo de café é a mesma coisa que café torrado e moído. Não é.
O solúvel, basta misturar à água quente para ele se transformar na bebida mais famosa do mundo. Não precisa bater, mas se quiser, ele forma uma espuma gostosa de se apreciar, como nas máquinas automáticas de preparo do solúvel. Ele também pode ser misturado diretamente ao leite, fazendo um café com leite mais consistente, por não ter a água do café. Como se não bastasse, ainda é usado em receitas de sorvetes, bolos e doces.

O café torrado e moído, por já estar moído, obviamente, já está destinado às mais diversas formas de preparo. Se estiver muito fino, serve para o famoso cafezinho de coador, a moagem média para o famigerado expresso ou o preparo na cafeteira Moka, por exemplo. São tantas as possibilidades, que precisaremos de um artigo só para elas. Mas diferente do solúvel, sempre irá sobrar pó molhado, em forma de “borra de café”.
O café em grão, ainda precisa passar pelo processo de moagem. Não é possível preparar a bebida sem que o grão esteja moído, mas para cada forma de preparo há uma moagem específica: mais fina ou mais grossa. Esta é uma das vantagens do café em grão: você mesmo poderá moê-lo na medida certa para cada tipo de preparo, o que pode ser feito usando um moinho específico, ou um multi-processador com esta função. Outra vantagem é que o grão inteiro preserva os aromas e sabores do café, melhor do que qualquer embalagem. Ao ser moído, o café começa a liberar aquele aroma delicioso de café fresquinho. E independente da forma de preparo, usar o café moído na hora sempre trará o melhor aroma e sabor possíveis para a sua bebida.

O café solúvel foi o mais exportado entre os meses de janeiro e outubro deste ano, mas isso é economia. Na mesa dos brasileiros o que prevalece é o café torrado e moído, passado no coador, com aquele cheirinho que invade o ambiente e faz qualquer um ter vontade de tomar um cafezinho. Já o expresso, ainda que também seja torrado e moído, é muito consumido fora de casa, em restaurantes, padarias, lanchonetes e cafeterias.
Para muitos brasileiros, o que realmente importa é apreciar a bebida. Gosto não de discute, mas ele pode ser aguçado. Alguns preferem forte, outros um pouco mais fraco. Há também quem prefira o descafeinado, com leite, ou gelado – em forma de frapuccino – para os dias de calor.
Seja inverno ou verão, o café está presente em quase todos os momentos da vida diária do brasileiro. Seja para acordar ou se concentrar, o cheirinho que invade o ambiente deixa qualquer um – até os que não gostam de café – felizes. Que tal uma xícara?

GOSTOU DA MATÉRIA? CURTA E COMPARTILHE:
Twitter
LinkedIn
Facebook
Google+
http://bari.amaquinadecafe.com.br/moido-soluvel-ou-em-grao-entenda-algumas-diferencas-no-mundo-cafeeiro">
Pinterest
 
Tia do Café
Menu
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial