Moka o início de uma revolução cafeeira.

22 de novembro de 2017 Curiosidades 0 Comments
CapaHeader

Moka o início de uma revolução cafeeira.

Moka o início de uma revolução cafeeira

Muitos de nós, amantes de café, damos preferência pela bebida preparada em máquinas italianas, pelo simples fato de ser a mais deliciosa forma de se fazer a bebida. Mas, você sabe por que as cafeteiras italianas são objetos de desejo entre os apreciadores do mundo inteiro?

Bom, nascido na Itália em 1888, Alfonso Bialetti, foi um engenheiro, empresário e inventor. No ano de 1918 ele emigrou para a França, onde trabalhou em uma fundição e, posteriormente, fundou a sua para produzir alumínio semiacabado. Toda a experiência no ramo, naturalmente fez com que o homem aprendesse a técnica de fusão, que em 1930, o levou a criar um objeto de metal para preparar café.

Patenteada pelo inventor Luigi De Ponti em nome de Alfonso Bialetti, em poucos anos, o objeto foi remodelado, revolucionando completamente a forma de preparação do café, o que deu origem a um novo modelo: a cafeteira moka. Assim, a invenção começou a ser produzida e esse almejado objeto era feito artesanalmente, o que garantia a produção de 70 mil peças ao ano.

Imagem retirada da internet

Em 1946, o filho de Alfonso, Renato Bialetti, assumiu o comando da empresa, trazendo um método de negócio bem eficaz, o que valorizou a incrível invenção do pai e possibilitou a produção da moka em escala industrial. O seu rosto era impresso na cafeteira, que inclusive, por possuir um design arrojado e único, se transformou em um verdadeiro objeto da “Art Déco”. Assim, a moka ganhou espaço em museus como o Moma (Museu de Arte Moderna de Nova York) e a Trienal de Milão, na Itália.

Imagem retirada da internet

Com a chegada da publicidade, Renato popularizou a máquina, usando seu bigode como logo e a espalhando por todo lugar e assim, ganhou o mundo. hoje, essas cafeteiras são conhecidas principalmente como Bialetti, nome herdado de seu criador.

O item, graças à base octogonal e silhueta inovadora, diferente de todas as outras, se tornou símbolo do “made in Italy” e continua sendo muito utilizado para o preparo da bebida.

O sabor

O sabor do café sempre vai depender do tipo de grão utilizado, a torra, moagem e todo o processo que essa iguaria passa até se transformar na bebida mais apreciado ao redor do mundo. Uma vez que pega pressão, a água misturada com vapor atinge temperaturas maiores de 100ºC, o que possibilita a extração de uma maior quantidade de óleo do café, deixando-o mais encorpado do que o sabor deixado pelas cafeteiras convencionais de coador. A principal diferença entre o café de coar e o expresso é o sabor que, feito na Bialetti ou em outras cafeteiras italianas que surgiram a partir da criação da moka, é maior.

Imagem retirada da internet

A cafeteira é um objeto inventado há mais de 100 anos e continua ganhando cada vez mais espaço e apreciadores. A modernização e invenção de outros modos de se produzir a bebida trouxe muito mais opções para quem ama café, mas a moka continua com seu espaço cativo passando a preferência, inclusive, de pai para filho.

Renato Bialetti faleceu em fevereiro de 2016, aos 93 anos, mas ficará, juntamente com seu pai, nos corações – e nas cafeteiras – dos verdadeiros apaixonados por café.

GOSTOU DA MATÉRIA? CURTA E COMPARTILHE:
Twitter
LinkedIn
Facebook
Google+
http://bari.amaquinadecafe.com.br/moka-o-inicio-de-uma-revolucao-cafeeira">
Pinterest
 
ASSINE NOSSA NEWSLETTER



LEIA TAMBÉM:
ANÚNCIOS:
Outono 2018BariMiniXSLioness